quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

Ai...

...que esses miúdos fazem-me sentir velha...

...não é que hoje, ao dar um texto, em francês, sobre uma menina que tinha correspondentes estrangeiros, comentei com o aluno, que eu também tivera uma correspondente inglesa quanto era da idade dele... que trocávamos cartas, de forma a que eu aperfeiçoasse o meu inglês (que, infelizmente, continua péssimo) e ela o seu francês... ao que o miúdo me perguntou se não seria mais fácil enviar um e-mail à dita menina... pois, realmente era, mas no meu tempo (ai que esta frase soa sempre tão mal...) não existia Internet, e-mails e afins... será escusado referir, que o menino ficou a olhar para mim como se eu fosse de outro planeta... ele ainda ficou mais "escandalizado" quando lhe disse que só tive um telemóvel com apenas 19 anos, e era um daqueles com antena, enooorme, cujas funcionalidades eram apenas efetuar chamadas e enviar mensagens...e mais nada! Visto que o miúdo estava em choque... decidi apimentar o meu discurso, informando que o mesmo aconteceu com o computador, que era um daqueles enoooormes... 

... a verdade é que este episódio, fez-me pensar no quão estamos (estou!) dependentes da Internet, do computador, dos telemóveis, das redes sociais ...

... como conseguíamos viver sem telemóvel? Sem computador? Sem ligação à Internet? Sem essas mordomias que estão ao nosso dispor no nosso dia a dia, e às quais, muitas vezes, não damos o mínimo valor, mas que sem elas, sentimo-nos "perdidos"? Sinceramente, acredito que, por vezes, vivíamos melhor... sei que isso tudo é importante hoje em dia, eu própria teria imensa dificuldade em ter de abdicar de todas essas tecnologias, mas a verdade é que, quando todos esses "gadgets" não existiam, havia mais união, mais partilha, mais amizade... mais relações pessoais e menos relações virtuais...


O dito telemóvel do século passado....


Sem comentários: