domingo, 20 de agosto de 2017

Só nós dois... ❥

Finalmente, já terminei... demorei cerca de 7 meses para o ler... se o início não me cativou {daí a demora em terminá-lo}, a parte final prendeu-me de tal forma que ainda estou a recompor-me... 

Surpreendente, apaixonante... mostra que a vida nos surpreende a cada momento... não contive as lágrimas... e quem o ler {ou já o tiver lido} perceberá a razão... 

A vida é mesmo tramada...


sábado, 12 de agosto de 2017

Parabéns sobrinho traquina!

Três anos desde o dia em que recebemos a mensagem com a foto do teu nascimento... já desde a barriga da tua mãe que tens revelado o teu lado mais energético, tal era a tua ânsia para conhecer o mundo...

Três anos a alegrares os nossos momentos com as tua cantorias, os teus bailaricos e a tua boa disposição... 

Hoje, é dia de festa... tal como é a vida vista aos teus olhos: uma festa! E é assim que desejo que a vejas sempre... colorida, animada e repleta de momentos festivos!

A Tia pode não estar sempre presente, mas quero que saibas que terás sempre um lugar cativo no meu coração... porque o primeiro sobrinho, o primeiro "Tia Ju" ficará para sempre na memória do coração...

Que tenhas um dia feliz, com muitos mimos e abracinhos... que a vida te embale numa doce melodia e te guie sempre no sentido do que mais amas... sem nunca perderes a tua linda boa disposição!!

Parabéns, lindo da tia 💙

Adoro esta foto, em que revelas o teu lado mais doce 💙

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

Dia dos filhos

Quando eu digo que te amo,
não digo isto por hábito,
digo para que nunca te esqueças que
és a melhor coisa que me aconteceu!
💙

quinta-feira, 10 de agosto de 2017

Parabéns, mano!!

A vida tem destas coisas... às vezes, as infelicidades da vida leva-nos a aproximarmo-nos mais de umas pessoas e afastarmo-nos de outras... sempre fomos muito próximos, cúmplices... falávamos {eu falava mais, vá} até altas horas da noite e só nos calávamos quando ouvíamos a voz grossa do nosso pai a mandar-nos calar... partilhávamos amores e desamores... pedíamos opiniões um ao outro... sempre presentes para o que der e vier... mas, com tudo o que aconteceu, a nossa ligação estreitou-se... passaste a ser mais do que um irmão, mais do que um ombro amigo... 

Obrigada pela atenção, pelo carinho e preocupação... 
Obrigada por estares sempre presente e pronto a ajudar... obrigada pelas lâmpadas trocadas cá em casa {e já foram algumas}, pelas idas às consultas com o menino, pelas saídas para jantar e pelos jantares sem saída, pelas palavras sábias, pela paciência em escutar sempre o mesmo discurso... 
Obrigada simplesmente por estares, sem julgamentos ou pressões...  e pela mão protetora que me vai guiando...

Hoje, festejamos o teu trigésimo aniversário e o que mais desejo é que a vida seja meiga e doce para contigo... que te auxilie e permita que concretizes todos os teus sonhos... que sejas feliz, construas uma vida recheada de bons momentos... e que me dês muitos sobrinhos {vá, alguns... muitos se calhar a Magda não vai na conversa} 😉 

O Gonçalo manda dizer que ama o "pádito" daqui até à Lua... e que és o melhor Pai...drinho do mundo 💙





segunda-feira, 7 de agosto de 2017

💙

É tão bom e tão fácil fazer-te feliz!!!

Quando uma tarde sem planos se torna numa tarde repleta de felicidade... obrigada Tia Magda pela banhoca boa e por não ires na conversa da minha mãe 😘

O meu primeiro EPA!






💙

quarta-feira, 2 de agosto de 2017

Porque ler é um ótimo remédio!

A leitura tem sido o meu "remédio", ajuda-me a "desligar" do mundo, a encontrar algum conforto através das palavras...

Não procuro encontrar respostas para as minhas inúmeras questões {até porque tenho consciência que não existem}, mas sim, procuro encontrar alguma paz, algum alento, não só através de testemunhos, como também de histórias {fantasiosas ou não} sobre a vida para além da morte... porque acredito que a nossa existência não termina aqui... não há um fim, há uma ausência... e é com esta ausência que tenho de lidar, todos os dias... é esta ausência que me pesa, que torna os meus passos mais lentos, que me baralha os pensamentos, que me entorpece, todos os dias...

E é esta ausência, este vazio que me dói, que corrói... porque a dor da perda existe em cada uma das pessoas que o perdeu - os amigos, a família, os colegas - mas a ausência diária... essa dorme na minha cama... senta-se no meu sofá... está no lugar vazio à mesa... todos os dias... a toda a hora...

Por isso, o meu, mais recente, refúgio encontra-se nos livros... nas palavras... no alento que vou encontrando em cada livro... porque, enquanto leio estou comigo, foco-me em mim, nos meus pensamentos, naquilo que quero e, acima de tudo, naquilo que preciso... e, nesta altura, preciso de paz, de sossego... preciso de tomar rédeas à minha vida, evitando {ou pelo menos tentando} tudo o que vá contra aquilo que eu quero e preciso!

Partilho convosco alguns dos livros, talvez possa ajudar quem também precise:

"Quando Acontecem Coisas Más Às Pessoas Boas" (Harold S. Kushner) - Ajuda-nos a entender que a tão repetida questão "porquê" deve ser substituída pela "E agora?"
"Morrer é só não ser visto" (Inês de Barros Baptista) - testemunhos reais de quem perdeu um ente querido
"A Cabana" ( William Paul Young) - Livro avassalador... devorei-o em meia dúzia de horas... 

quarta-feira, 26 de julho de 2017

Dia dos avós

Hoje, comemora-se o Dia dos Avós, e apesar de ser apenas um dia comemorativo, para mim, é mais um pretexto para dizer às pessoas o quão elas são importantes na nossa vida... 

Aos avós do meu filho, obrigada pelo carinho, pela atenção, disponibilidade e, sobretudo, pelo amor genuíno que irradiam pelo meu menino... sois os melhores!

Logo há prendinha e muitos abracinhos :)