quarta-feira, 2 de março de 2016

As delícias da maternidade #46

A marcha

... ainda não tinha falado do facto do Gonçalo já ter começado a andar... e, pensarão vocês "Ui, mas a raça do miúdo ainda não andava??"... Não, o Gonçalo começou a andar já tardito... com 18 meses!

... penso que é importante partilhar a minha experiência e a do meu filho sobre a marcha, porque, como eu, há imensas mães que estão a passar pelo mesmo e já devem andar a trepar paredes {como eu trepei} porque o filho não se digna a andar... e se for o primeiro filho então está o drama instalado!

... confesso que esta demora foi complicada de gerir... inicialmente, fui tentando ser cool e não ligar muito a isso, ele andará quando tiver de andar, mas com o passar do tempo, fui ficando mais preocupada...  fui pesquisar pelas internetes e, li caso de crianças que andaram tarde e que não tinham qualquer problema de saúde, mas depois há aquelas tabelas, que afirmam que depois dos 18 meses é considerado atraso na marcha e pronto... comecei a ficar mais atenta, mais ansiosa... e o miúdo sempre na dele, gatinhava super bem, ia para onde queria {por isso, para quê se chatear com a marcha}... ele dava umas passadas, mantinha-se em pé, mas tinha um medo que se pelava de andar... não arredava pé do local onde estava tal era o medo!

... falei com a médica de família, que não se mostrou nada alarmada... "tem tempo de andar", dizia... falei com a pediatra, idem aspas.... toda a gente dizia isso "Sossega, ele vai andar..."

... a verdade é que nada, até que... numa brincadeira na sala, ele ia do sofá até mim e vice-versa e começou a achar aquilo giro... ria-se e andamos nisso um bom bocado... nos dias que se seguiram, começou a aventurar-se sozinho e casa vez mais longe, até que... começou a andar!!! {no dia dos anos do avô!! Bela prenda!!}

... confesso que foi como se me tivesse tirado um peso de cima das costas... um verdadeiro alívio!!

... agora, quando penso nisso, sinto que fui parva, que devia de ter adotado uma postura mais relaxada em relação a isso, dando-lhe tempo para ganhar confiança e não estar tão ansiosa, mas há coisas que, infelizmente, não controlamos...

... por isso, mamãs que me estejam a ler e que estejam a passar pelo mesmo, mantenha a calma e relaxem... tudo a seu tempo....



Sem comentários: