terça-feira, 15 de março de 2016

*Viver e aprender sem ir à escola: será?

Estive a ler o artigo sobre "Viver e aprender sem ir à escola", que surgiu no Expresso, e cuja leitura recomendo vivamente, porque faz-nos parar para pensar...

... como professora, e embora não esteja a lecionar, estou {e sempre estive} perto dos miúdos... quer a dar aulas {contexto escolar}, quer no apoio ao estudo {fora do contexto escolar}, e em ambos os casos, sinto que há muita pressão, exige-se demasiado das nossas crianças... e, depois de ler o artigo, fiquei a pensar se, efetivamente, estaremos a caminhar no sentido correto... 

... é uma realidade que os tempos mudaram, que estas crianças são diferentes das crianças de outrora... as necessidades são outras, o mundo é outro, e como tal, o ensino também devia ser outro, mais de acordo com este novo mundo...

... o artigo centra-se esssencialmente na importância do ensino doméstico, ensino que, confesso, desconhecia... mas, cuja realidade é bastante frequente e, inclusive, tem vindo a aumentar... é, sem dúvida, uma abordagem diferente do ensino... um ensino mais livre, menos massificante, pois a criança gere o seu próprio tempo, o que, por um lado, é bom para que a criança se torne mais responsável, mais autónoma... mas que deixa algumas questões a pairar no ar..."E onde reside a socialização, a intereção com as outras crianças?"

... confesso que fiquei curiosa com este método de ensino, não sei se será o mais correto, mas é, sem dúvida, diferente e  menos castrador... e leva-nos a pensar que, talvez, já esteja na altura de mudar algo nas nossas escolas!!

Vale a pena ler!!

*http://expresso.sapo.pt/sociedade/2016-03-13-Viver-e-aprender-sem-ir-a-escola

Sem comentários: