quinta-feira, 9 de março de 2017

A doença vista pelas crianças

O D. é um menino amoroso {algumas muitas vezes, chatinho também...}, que adora abraçar-me, fazer-me festinhas no cabelo... numa dessas manifestações de carinho, perguntou-me:

- Ó stora, tu vives com quem?
- Com o meu filho.
- Só com o teu filho?
- Sim.
- O teu marido morreu porquê?
- Porque estava doente.
- Andou de camisola de manga curta quando estava frio, foi?

As crianças têm esta extraordinária capacidade de ver a vida de forma tão mais simples... é por isso, que, apesar de tudo, "agradeço" o Gonçalo não ter noção do que está a acontecer, porque acredito que sofrerá menos do que se tivesse consciência da perda do pai... 

Ser criança é o estado mais puro do ser humano!

Sem comentários: