terça-feira, 18 de dezembro de 2018

És trevo de quatro folhas 🍀

A quadra natalícia vem sempre de mão dada com a saudade. Cá em casa, Natal será sempre sinónimo de saudade. Prefiro encará-lo desta forma.

Poderia descrevê-lo com palavras mais penosas. Palavras de tristeza e amargura. Mas, prefiro descrevê-lo com a tinta da saudade. Haverá sempre espaço para a tristeza, mas não quero que este seja o sentimento dominante.

É evidente que aquela alegria que nos roubava largos sorrisos não será a mesma. Porque a vida também não é a mesma. E temos de aprender a gerir isso. Aprender a reinventar-nos perante os desafios. Aprender a encontrar, no meio do caos, aquilo que nos preenche. Que nos dá vida e que nos permite continuar, pé ante pé, a nossa caminhada. 

O meu balão de oxigénio tem sido ele. O meu filho. Com a sua personalidade genuína. O seu doce sorriso. A sua alegria de viver. Os seus abraços apertados e a sua presença insubstituível. Diante disso, todos os obstáculos tornam-se mais fáceis de ultrapassar.

♡♡♡

1 comentário:

Pama disse...

<3 <3 <3