domingo, 6 de janeiro de 2019

Somos energia ♡

Tudo é energia. As pessoas. O mundo. A própria vida move-se através de energia. E, nem nos apercebemos disso. 

Quantas vezes depois de conversar com determinada pessoa ficamos esgotados, desanimados e até mesmo angustiados? Mas, tal não acontece com outras, com as quais sentimos entusiasmo e alegria. 

Nem sempre pensamos nisso, mas, de facto, existem pessoas que nos sugam as energias. Que nos deixam emocionalmente cansados. E, existem outras que nos injectam uma dose de alegria, de ânimo, de força. 

Tudo se resume a energia. E é importante termos essa consciência para começarmos a fazer uma melhor triagem de quem queremos, realmente, na nossa vida. Viver em constante contacto com pessoas pessimistas, queixosas só nos trará a mesma energia. Pensemos naquela típica conversa das  nossas avós, em que uma queixa-se de dores nas costas, e a outra remata logo com fortes dores nos joelhos, ao que a primeira frisa que não pode com dores no estômago, mas a segunda deixa bem claro que isso não é nada face às dores nas articulações.

Há ali uma carga energética negativa que se desenrola como um novelo de lã. Pode até tornar-se um hábito perigoso o de ter sempre algo para queixar-se.   

É fugir dessas pessoas. Eu confesso que tento ao máximo afastar-me desse género de pessoas. Mas, claro, na impossibilidade de fugir, é ter a capacidade para fazer "ouvidos moucos" ao que dizem, alienar-se dessa energia negativa e, sobretudo, não alimentar a conversa. 

Mas, obviamente que nem sempre é fácil ficarmos calados ou não nos deixarmos afetar por essa carga negativa. Para isso, é preciso que também nós tenhamos feito um trabalho interior que nos possibilite manter a nossa mente imperturbável, porque todos sabemos que os pensamentos são tramados. Se lhe dermos espaço, eles consomem-nos em dois tempos.

Controlar os meus pensamentos é dos exercícios mais difíceis pelos quais tenho passado. Faço mesmo um esforço para afastar aqueles pensamentos que sei que não me trarão felicidade, que sei que alimentam o meu pessimismo. 

No livro "O poder da energia positiva", de Sara Cardoso, a autora refere {e bem} que muito do nosso "lixo energético" tem origem em nós próprios, através dos nossos pensamentos, e que é fundamental estarmos atentos, pois se alimentarmos pensamentos e sentimentos negativos corremos o risco de ficarmos energicamente debilitados.

O livro é riquíssimo em aprendizagens que nos alertam para a importância de estarmos de bem conosco para pudermos estar bem com os outros. É curioso que, se dedicarmos um tempinho do nosso dia a observar as conversas, as atitudes, os comportamentos da maioria das pessoas, tudo centra-se em constantes queixas... ora está muito frio, está muito calor, ora estou farta de trabalhar, ora não tenho trabalho, ora o miúdo está insuportável... há sempre algo que não nos agrada. 

Com isso não quero dizer que também eu não tenha as minhas queixas. Claro que também tenho dias em que dou por mim a queixar-me mais do que devia. E é aí que entra aquele exercício de controlar os pensamentos e focar-me em ver o copo meio cheio. Vou procurando não me deixar afetar pelos meus dramas pessoais para os quais não tenho solução. Vou tentando desfrutar do lado bom das situações e, sobretudo, manter no meu núcleo rígido aqueles que me vão transmitindo energia boa. Energia do bem. Energia positiva que me possa permitir ter uma vida mais harmoniosa. 

Há um exemplo no livro que achei interessante "Se plantar tomates irá colher tomates e se plantar morangos irá colher morangos. Todos sabemos que é impossível plantar tomates e colher morangos! Da mesma forma, não podemos ficar à espera de plantar pensamentos negativos e colher resultados positivos."

Vale a pena pensar nisso ✩

Resultado de imagem para o poder da energia positiva

Sem comentários: