sábado, 15 de fevereiro de 2020

Os afetos*

Gosto de pessoas que saibam ver mais do que aquilo que se . De pessoas que saibam ser sem que se veja que o são.

Ontem, também se comemorou o Dia dos Afetos. Um dia {como deveriam ser todos} em que se celebra o amor, o carinho, a empatia... os sentimentos.

O Gonçalo chegou a casa com um saquinho amoroso. Um gesto de amor, de afeto. Um saquinho com doces e com uma mensagem mais doce ainda.

Sou grande fã das palavras. Dou-me muito melhor com elas escritas. Ficam guardadas para sempre. Mas, também gosto delas faladas. E são bem mais bonitas quando ditas com o coração. 

As de ontem, tinham sabor a amor. 

A voz tremeu-me quando as li em voz alta. 

São palavras de afeto. De carinho. Palavras que mostram a importância de dizermos, sempre, o quão gostamos dos nossos filhos. Estejamos onde estivermos.

Em casas separadas.

Noutro país.

Ou lá nas estrelas.

"Gosto sempre de ti!"

                                                                  * Que texto maravilhoso*

Sem comentários: