sexta-feira, 26 de outubro de 2018

Pequenos gestos*

A vida é feita de encontros e desencontros. Chegadas e partidas. De toda uma algazarra frenética que nos consome os dias, os pensamentos, as emoções. No meio disso tudo, perceber que existem pessoas que se destacam pela diferença, pela empatia, pelo reconhecimento é apaziguador.

Hoje, o dia começou com esta música. A que escolhi para a homenagem do Jorge em julho do ano passado. Sinto um misto de sentimentos quando o universo me envia estes sinais. A saudade intensifica-se à velocidade da luz. As recordações atropelam-se. Mas, também a certeza de ter vivido a mais bonita história de amor. A minha. A nossa. Aquela que só poderia ter sido com ele. E ameniza esta saudade que vive cravejada no meu peito.

Mas, o universo é teimoso. E, hoje, na minha ida ao cemitério, não pude deixar de esboçar um sorriso. Aquele sorriso de sentir que, apesar da sua partida prematura, o reconhecimento da pessoa generosa e altruísta que foi nunca será esquecida.

Obrigada aos colegas da Cruz Vermelha Portuguesa de Frazão que foram lá deixar as flores com o crachá dos 25 anos da instituição. Obrigada de coração. Não imaginam o significado que este pequeno gesto teve.

Obrigada por terem lá ido. Por mostrarem que, passe o tempo que passar, ele permanecerá sempre presente. ♡




Sem comentários: